Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

AERÓDROMO DE CASTELO BRANCO REGISTA 3565 MOVIMENTOS EM 2019

26 jan, 2020

O Aeródromo de Castelo Branco (LPCB) registou, em 2019, 3565 movimentos, um aumento superior a 1200 movimentos, comparativamente a 2018. Este facto evidencia a estratégia definida pela Câmara Municipal de Castelo Branco para o aeródromo.

As operações relacionadas com a Proteção Civil, no combate a incêndios e apoio médico, revelaram o maior aumento, passando de 170 voos de aeronaves, em 2018, para 589, em 2019, o que se traduz num aumento de 246%. Outro grande destaque são os movimentos internacionais, que revelaram um aumento de 243%, proveniente da aviação comercial não regular, justificado por movimentos com origem nos países da Europa central. De forma geral, 15% dos voos internacionais justificaram-se com base na necessidade de deslocação por atividade profissional (aviação executiva) e 85% com base em atividade de lazer (turismo).

Luís Correia, Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, afirma que “pretendemos que o aeródromo se afirme cada vez mais como uma porta de entrada do Concelho, impulsionando o turismo da região

O investimento da autarquia albicastrense no aeródromo tem sido constante e os resultados estão à vista. Para além do desenvolvimento de um hangar e de uma torre de controlo, inauguradas em 2018, procedeu-se também à aquisição de todo o equipamento de comunicações. Centrada no complemento e reforço das valências desta infraestrutura, em 2020 a autarquia irá desenvolver um leque de obras destinadas à restituição de requisitos exigidos no âmbito da Safety e da Security.

O investimento rondará os 250.000€. Criar-se-á um sistema de controlo de acesso de pessoas e veículos ao lado ar, substituir-se-á toda a rede delimitadora do aeródromo por uma vedação dimensionada nos termos da International Civil Aviation Organization (ICAO) e melhorar-se-á o caminho de evacuação previsto no plano de emergência do aeródromo. Será também concluído o projeto de execução para a empreitada de construção de postos de abastecimento a aeronaves que contarão com combustível JET A1 e AVGAS 100LL.

Note-se ainda que no final do passado mês de dezembro, a Autoridade Nacional da Aviação Civil emitiu à autarquia albicastrense o certificado de prestador do Serviço de Informação de Voo de Aeródromo (AFIS), abrindo novos horizontes para esta estrutura.

Para além do aumento substancial dos movimentos no combate a incêndios/médicos e internacionais, os dados relativos a 2019 do LPCB apresentam, comparativamente a 2018, um aumento de 26% na instrução, um aumento de 48% nas operações militares e um aumento de 32% nas ultraleves nacionais. As operações particulares nacionais verificaram um decréscimo de 33%.

Atualmente, o LPCB acolhe o Aeroclube de Castelo Branco no hangar e realiza o Festival Aéreo, iniciativa de caráter anual dinamizada pelo Núcleo de Engenharia Aeronáutica da Universidade da Beira Interior. Já no que respeita o campo da investigação o aeródromo apresenta parcerias com o Instituto Politécnico de Castelo Branco e com a Universidade da Beira Interior.