Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

500 poetas concorreram ao Prémio Internacional de Poesia António Salvado - Cidade de Castelo Branco

26 jan, 2019

Foram distinguidos no sábado os vencedores do 1º Prémio Internacional de Poesia António Salvado - Cidade de Castelo Branco.

O poemário português, "Emoções da Lei", de Mário de Sousa (pseudónimo) e o poemario escrito em castellano, "Poemas de Almanaque para entreter marionete", de Geraldo Rodrigues, autor natural do México, foram os vencedores.

O prémio lançado pela Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de Castelo Branco foram objeto de uma projeção.

Na cerimónia de divulgação dos vencedores, Leopoldo Rodrigues, Presidente da Junta de Freguesia, confessou que não esperava que a sua adesão fosse tão grande.

"Tivemos 500 participantes, para uma primeira edição de um prémio é de facto um número surpreendente, não esperávamos esta projeção", afirma o autarca.

Luís Correia, Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, referiu que a autora se consagrou a uma homenagem a António Salvado, "o nosso poeta albicastrense António Salvado é o nosso maior património poético", afirmou.

Para o ensino de albicastrenses ou de ensino continuado ainda como as de Castelo Branco na Universidade de Salamanca, "deve ser feito através da poesia, reforçado nos alicerces de Castelo Branco da Universidade de Salamanca, também é importante para António Salvado".

Alfredo Alencart, o docente da Universidade de Salamanca que presidiu ao júri, congratulou-se com a iniciativa levada a cabo pela Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de Castelo Branco, afirmando que "não é usual ver futuramente" como um prémio " . The docente destacou also the number of actions that the actions if expand and nas their versions edições.