Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

PERSPETIVA HISTÓRICA

De imensa beleza e exemplo de originalidade no âmbito de manufatura nacional, o Bordado de Castelo Branco apresenta dois fatores dominantes: um, de origem artística; outro, de significado económico. O primeiro manifesta a existência de uma arte própria, com estilo de feição peculiar, o segundo admite a concentração desta indústria de bordado na zona do Distrito de Castelo Branco.

Porquê nesta cidade? É natural que se tenha fixado precisamente numa região onde a cultura do linho era tradicional e onde a amoreira se dava tão bem, a ponto de permitir a criação em larga escala do bicho-da-seda.

De acordo com o figurino da época, crê-se ter sido o século XVIII o período mais fecundo na confeção do Bordado. Depois de uma fase de decadência que se fez sentir ao longo do século XIX, o seu ressurgimento deu-se na região de Castelo Branco, no primeiro quartel do século XX, a partir do momento que Maria da Piedade Mendes (1888?-1984) encontrou um conjunto de colchas de linho bordadas a seda, guardadas em arcas herdadas pela sua família, e que iriam servir de modelo para os trabalhos que desenvolveu ao longo da vida, com uma perfeição notável.

No ano de 1929, ao participar na Sexta Sessão do IV Congresso Beirão, realizada em Castelo Branco, Maria Júlia Antunes, professora do Liceu Infanta D. Maria, em Coimbra, apresentou a sua tese "Rendas e Bordados das Beiras" onde faz referência aos «bordados albicastrenses, genericamente chamados a frouxo», pela primeira vez divulgados em público com a designação que os associa à cidade beirã.

Constitui-se então uma marca, por escola, recriando e reformulando motivos de espécimes remanescentes, em defesa e continuidade de uma expressão artística, reconhecida pela sua riqueza singular no diversificado panorama da produção têxtil nacional, através de um movimento de âmbito local.

  • Temática, Técnica
    e Materiais
  • Centro
    de Interpretação
    do Bordado
  • Outras Aplicações
    do Bordado
  • Onde Comprar