Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Autarquia devolve espaço da antiga Metalúrgica à cidade

18 set, 2018

A Câmara de Castelo Branco inaugurou na sexta feira, dia 14, a Requalificação Urbana da Área Envolvente à Ex-metalúrgica de Castelo Branco.

A zona que há anos se encontrava degrada, deu agora lugar a um espaço verde, onde sobressaem as duas chaminés da antiga fábrica e onde foram criados 72 lugares de estacionamento.

Luís Correia, Presidente da Câmara de Castelo Branco, destacou o facto de esta intervenção recuperar um espaço que classificou como "uma chaga no centro da cidade".

A câmara adquiriu a antiga fábrica em 2016, por 950 mil euros, procedeu depois à sua demolição e limpeza para posterior requalificação da zona. Obras que no total ascendem os 2,5 milhões de euros.

"Hoje temos aqui uma zona verde e um parque de estacionamento para 72 viaturas, num investimento de 2,5 milhões de euros", frisou Luís Correia na inauguração, à qual assistiram os ministros da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, e da Economia, Manuel Caldeira Cabral.

O autarca sublinhou que com esta aquisição e obras a Câmara Municipal impediu a edificação de mais fogos numa área "emblemática da cidade".

"Contribuímos assim para uma cidade mais harmoniosa. Esta zona da cidade foi marginalizada durante décadas e separava o bairro operário e a o Barrocal da elitista Avenida Nuno Álvares. Só agora com a requalificação estamos a valorizar o Barrocal", realçou Luís Correia.

O autarca adiantou ainda que o município vai investir mais dois milhões de euros na segunda fase do projeto que contempla a construção de um viaduto com ciclovia e o arranjo paisagístico do Barrocal.