Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Altice Portugal assina Protocolo com Centro de Empresas Inovadoras

27 jun, 2018

No passado dia 21 de junho o Comité Executivo da Altice Portugal, liderado pelo seu Presidente Executivo, Alexandre Fonseca e pelo Diretor Geral da Altice Labs, visitou o Centro de Empresas Inovadoras em Castelo Branco.

Nesta visita, o Presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, guiou os responsáveis da Altice, numa visita a 13 empresas de cariz tecnológico e assinou um protocolo com o Grupo, que representou um primeiro passo de aproximação entre o Cei, a Altice Portugal e a Altice Labs, formalizando assim uma parceria em prol do desenvolvimento do tecido empresarial do concelho.

O protocolo vem "abrir uma janela de oportunidades" para os empresários da região, destacou Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal.

Luís Correia, Presidente da Câmara de Castelo Branco, destacou o facto de várias empresas sediadas no Cei terem vindo a demostrar necessidade de contratação de mais recursos humanos, mostrando que em Castelo Branco há cada vez mais procura de mão obra especializada. O autarca referiu ainda que "Todo o ecossistema empreendedor que tem vindo a ser criado, tem um forte impacto na economia da região e promove o emprego qualificado”

Luís Correia garantiu que em Castelo Branco existe um cada vez maior desenvolvimento e inovação, "mas para continuarmos com este processo são necessários parceiros como a Altice".

Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal destacou o trabalho feito pela autarquia albicastrense, " um trabalho que temos assistido, com projetos de apoio à inovação. São instalações como esta [Centro de Empresas Inovadoras] que marcam o desenvolvimento das regiões", disse Alexandre Fonseca.

De acordo com o líder da Altice, com este protocolo pretendemos "ajudar na internacionalização, no desenvolvimento e crescimento" das empresas.  

"Queremos que as empresas possam crescer. Iremos dar know-how e guidelines para orientar projetos ambiciosos ", justificou Alexandre Fonseca.