Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

A Voz da Pintura – Exposição de Júlio Resende em Castelo Branco

05 dez, 2018

O Museu Francisco Tavares Proença Júnior tem patente ao público, até 17 de Março, a exposição Júlio Resende - A Voz da Pintura, uma mostra comemorativa do Centenário de Nascimento do pintor portuense, com as obras expostas a percorrerem um itinerário situado em lugares de criação específicos do Pintor -  Alentejo, Ribeira no Porto, Brasil e Goa.

Esta exposição chega a Castelo Branco por iniciativa da Câmara Municipal de Castelo Branco, em parceria com a Fundação Júlio Resende, permitindo a divulgação da obra do pintor num dos mais emblemáticos espaços de cultura na cidade.

Ao longo da sua carreira, Júlio Resende reuniu e destinou à Fundação duas mil e quinhentas peças, as quais formam uma coleção que permite seguir o seu trajeto artístico, desde os tempos de formação aos de consagração.

A exposição, em Castelo Branco, encerra o ciclo de exposições que percorreram o País durante o Centenário de Nascimento do Pintor, permitindo rever Júlio Resende e a sua obra, numa mostra resumo da arte portuguesa do século XX.

Luís Correia, Presidente da Câmara Municipal, salienta ser “este mais um momento marcante e importante para a cidade de Castelo Branco. A presença desta Exposição na nossa cidade é resultado da estratégia cultural seguida pela autarquia.”

Uma estratégia salientada precisamente pelo Presidente da Fundação Júlio Resende. O Professor Victor Costa recordou a ligação mantida com Castelo Branco através da cultura, destacando a aposta forte da autarquia albicastrense nesta área, “aposta essa que permitiu precisamente que a cidade integrasse o roteiro desta exposição itinerante comemorativa do Centenário do Nascimento de Júlio Resende”, afirmou.

 O Centenário de Nascimento do Pintor é, para a Câmara de Castelo Branco, o momento certo para realizar esta ação de divulgação cultural. Por se tratar de uma ocasião de grande relevo cultural e institucional, cujo programa integra diversas iniciativas em vários pontos do País, tais como exposições, concertos, conferências e edições comemorativas. Estas ações visam, acima de tudo, aprofundar o conhecimento e a divulgação da obra de Júlio Resende.

Luís Correia destaca, por isso mesmo, a importância pedagógica desta mostra e incentiva as escolas do concelho e não só a visitarem a exposição com os seus alunos.

 

A exposição estará patente até dia 17 de março de 2019 no Museu Francisco Tavares Proença Júnior em Castelo Branco, de terça a domingo das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas.