Link para página

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Associação Amato Lusitano

Rua da Fonte Nova, Nº 1
Quinta da Fonte Nova, R/C Dtº.
6000 - 167 Castelo Branco

Tel.: 272 325 126 (Geral: Programas de inclusão social e de igualdade de oportunidades)

Tel.: 272 326 119 (USALBI)
Fax: 272 325 127

Site: http://www.amatolusitano-ad.pt/

Email:
geral@amatolusitano-ad.pt (Programas de inclusão social e de igualdade de oportunidades)
amato.lusitano@sapo.pt (USALBI)

 

Constituição da Associação

A Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento é uma entidade privada sem fins lucrativos que iniciou a sua atividade em 1998, com o objetivo de assegurar respostas  integradas e geradoras de autonomia dos cidadãos, tendo em conta necessidades identificadas pelos grupos mais vulneráveis do Concelho de Castelo Branco.

A Associação promove a inclusão social, igualdade de oportunidades e de género e a não discriminação.

As áreas de intervenção assentaram especialmente nos seguintes eixos:

  • Apoio à Vítima de Violência, através do Núcleo Distrital de Apoio à Vítima;
  • Apoio à Comunidade Imigrante, com a gestão de respostas integradas no acolhimento, integração e valorização do imigrante;
  • Inserção Profissional com a gestão do Gabinete de Inserção Profissional de Castelo Branco;
  • Estruturas de Apoio às Crianças e Jovens em Risco, com a gestão do ATL “A Vida a Cores”;
  • Apoio social, familiar e ações de solidariedade (Gabinete de Apoio às Famílias e Agência do Banco de Tempo de Castelo Branco);
  • Apoio ao desenvolvimento de atividades para os Seniores através da USALBI - Universidade Sénior Albicastrense.

Associação de Apoio à Criança

Rua Conselheiro Albuquerque 21,
6000-161 Castelo Branco

Tlf: 272 070 016

Email: info@aaccb.pt

Site: http://www.aac-cb.wix.com/apoioacrianca

 

Missão:

A  Associação de Apoio à Criança do Distrito de Castelo Branco (AACCB) tem como missão central promover a integração social de pessoas de maior vulnerabilidade, através da prestação de serviços de excelência e qualidade.


Informação geral:

A AACCB desenvolve atividades de apoio a Pessoas com Deficiência e Doença Mental, mediante respostas específicas para necessidades diferenciáveis, através de serviços integrados no Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial.

Dispõe das seguintes áreas técnicas: Psicologia, Serviço Social, Escolaridade, Atividade Física Adaptada, Estimulação Sensorial, Avaliação Psico-Social e Tecnologias de Informação e Comunicação.

APPACDM

Rua Frente ao Hospital Amato Lusitano
6000-109 Castelo Branco

Telf. (+351) 272 344 158
Fax. (+351) 272 341 947
Email: secretaria@appacdm-castelobranco.org.pt

Site: http://www.appacdm-castelobranco.com

 

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Castelo Branco é uma Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos, destinada à promoção de meios educativos, sócio culturais, profissionalizantes e de reabilitação/habilitação de crianças / jovens / adultos com Deficiência Mental.

A APPACDM de Castelo Branco procura prestar serviços de qualidade, sempre centrados na promoção da qualidade de vida das pessoas com deficiência mental, a fim de lhes garantir o exercício pleno de Cidadania.

A sua missão é prestar um Serviço de Qualidade na Área da Deficiência Mental, atendendo às necessidades e expectativas dos utentes.

O trabalho desenvolvido pela APPACDM de Castelo Branco com cidadãos portadores de deficiência ou incapacidade abrange todos os grupos etários e vários concelhos do Distrito de Castelo Branco, tendo como principais áreas de intervenção:

  • Escola de Educação Especial;
  • Centro de Actividades Ocupacionais;
  • Formação Profissional;
  • Lares e Residências;
  • Intervenção Precoce;
  • Centro de Recursos para Inclusão;
  • Centro de Recursos Locais.

No âmbito da terapia ocupacional que proporciona aos seus utentes, destaque para a produção agrícola biológica, na Quinta da Carapalha, onde esta igualmente sediado o maior centro de sericicultura do País, que produz veda animal de primeira qualidade.

A importância desta produção determinou a abertura do Museu da Seda, inaugurado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. 

Cáritas

Rua Vaz Preto, n.º 35,
6000-287 Castelo Branco

Tlf: 272 346 587

E-mail: gascaritas@sapo.pt; caritascb@hotmail.com

 

Missão:

A Cáritas Interparoquial é um organismo da Igreja Católica destinado a promover e a coordenar a partilha cristã de bens nas paróquias de Castelo Branco, bem como suscitar e fazer crescer a solidariedade social como exigência própria da comunidade cristã.

Áreas de Intervenção:

  • Acompanhamento Social - (acolhimento; visitas domiciliárias, marcação e acompanhamento a consultas médicas, encaminhamento para outras instituições/ entidades);
    Apoio em géneros alimentares (secos e perecíveis), medicamentos, vestuário, calçado, roupas pessoais e de casa, material escolar, mobiliário ou eletrodomésticos;
    Entrega de refeições no domicílio no âmbito do Programa de Emergência;
    Ajuda económica para pagamento excecional da eletricidade, água, gás, medicamentos, ajudas técnicas.
    Ajuda personalizada em todas as vertentes: dimensão social, económica e espiritual.

Casa da Infância e Juventude

Rua dos Chões, n.º29
6000-203 Castelo Branco

Tel/Fax: 272 341 127

Email: cijecb@gmail.com

 

Missão:

Casa da Infância e Juventude (CIJE) de Castelo Branco foi fundada no ano de 1866, pelo comendador Guilhermino de Barros, para responder à necessidade de acolher as crianças órfãs da nossa comunidade.

Comissão de Proteção de Crianças e Jovens

Rua da Fonte Nova nº1, 1º Andar (Quinta da Fonte Nova)
6000-167 Castelo Branco

Horário de Atendimento:
De Segunda-Feira a Sexta-Feira das 9h00 às 17h30

Tlf: 272 344 603

Fax: 272 330 347

Email: cpcj@iol.PT

 

Missão/Objetivos

As Comissões de Proteção de Crianças e Jovens são instituições oficiais de caráter não judiciário com autonomia funcional e cuja missão é promover os direitos das crianças e jovens, prevenir ou por termo a situações suscetíveis de afetar a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral.

Princípios

  • Interesse superior da criança e do jovem;
    Privacidade;
    Intervenção precoce;
    Intervenção mínima;
    Proporcionalidade e atualidade;
    Responsabilidade parental;
    Prevalência da família;
    Obrigatoriedade da informação;
    Audição obrigatória e participação;
    Subsidiariedade.

Associação ERID

Antiga Escola Primária
Largo do Matadouro
6000-106 Castelo Branco

Telf. (+351) 272 031 996
Tlm. (+351) 967 416 530

Email: aerid.aerid@gmail.com

Site: www.aerid.net

 

A Associação Educar, Reabilitar e Incluir Diferenças (ERID) inspirou-se e nasceu da diferença.

Foi criada em Castelo Branco, em Dezembro de 2004, por um grupo de pais de crianças com necessidades educativas especiais.

Procurar as melhores e mais personalizadas respostas para as diferenças de cada criança com necessidades educativas especiais é, desde o primeiro momento, o objetivo deste grupo de pais, que tem sabido mobilizar a sociedade civil em torno de um projeto diferenciador.

Na atualidade, a ERID disponibiliza os seguintes serviços e valências:

  • O Centro de Desenvolvimento Infantil SENTIRES oferece consultas de pediatria do desenvolvimento; avaliações psicopedagógicas e programas estruturados de intervenção para um vasto leque de perturbações do desenvolvimento;
  • Expressões artísticas (arteterapia), apoio individualizado ao desenvolvimento de competências básicas (leitura, escrita, numeracia), terapias (psicomotricidade, hidroterapia e terapia da fala) e campos de férias (abertos a crianças com e sem NEE), para crianças com idade superior a seis anos e jovens com perturbações do desenvolvimento;
  • Centro de Equitação onde se desenvolvem atividades de hipoterapia, equitação adaptada e terapêutica assim como aulas de equitação regular;
  • Habitação Social
  • Hortas Sociais
  • Programa Comparticipação Medicamentos
  • Rede Social
  • USALBI
  • Tarifas Sociais